Todos já parecem estarem acostumados com unção da vassoura, das canetas de Agenor Duque e Valdemiro Santiago. Porém, um pastor resolveu inovar, e dar sua unção desesperadora de graça para todos. O problema é que ela promete “brochar” o camarada usuário.

Brochar“, ainda é o desespero de muitos homens e a causa da separação de muitos casais, inclusive depois e uma série de traições, tanto no meio evangélico quanto secular.




Contudo, o mal que tem sido objeto de estudo da medicina e apoiado por sexólogos, tem sido a arma mortal de um pastor contra os fornicadores, pois sua unção sobrenatural na camisinha, tem o poder ” brochante” na hora H.

No vídeo que circula pelas redes sociais, o pastor Ricardo Giovanello e seu filho sai nas noitadas invadindo as baladas, distribuindo  seus preservativos que para os ‘ baladeiros”, é uma dinamite psicológica, sem precedentes destrutivos. Mas o pastor se sente orgulhoso e afirma estar fazendo a obra.

” Estamos aqui evangelizando as pessoas no meio das baladas. – disse o pastor – ” é isso mesmo , você pode até se escandalizar mas estamos no meio da balada fazendo nosso trabalho “, disse seu filho.




Mediante o ato a qual vangloria, o pastor aproveitou para dar uma alfinetada em outros pastores:” É você que fala rapaz, você não faz nada, mas nos estamos aqui, lutando pelas almas, lutando pelas pessoas que tanto precisam”.

Segundo o pastor, dentro da embalagem da ” camisinha”, em vez de lubrificante, azeite que foi consagrado.

” Ah! é isso mesmo, quem for transar já era, a pessoa que pegar o preservativo, ela vai perder a vontade na hora”, disse o garoto.

“Essa é nossa fé”, afirmou o pastor, que humildemente dispensou o poder sobrenatural em um objeto de latex, com o grande intuito de fazer qualquer homem “brochar”.

A fé é o firme fundamento das coisas que não se vêem. Seria por isso que o pastor dispensou tanta unção num simples preservativo?



 

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.