O pastor e conferencista Manoel Brito é um dos remanescentes da pregação evangélica, com um curriculum ministerial invejável. Os grandes oradores que viveram de consagração e de moral social, familiar e financeira, que acompanham a ascensão gospel, se veem boquiaberto com a desestruturação do conceito de pastorado e pregação.




Muitos que são da época do pastor Manoel Brito e ainda tem compromisso com as almas, também  sentem o forte  apelo propagandístico do eu ¨ pastor¨ do eu ¨ pregador¨. De acordo com o pastor e conferencista Manoel Brito, as diretrizes para se por alguém no púlpito mudaram radicalmente, e os conceitos familiar, social e financeiro do indivíduo aclamado pastor, já não importam mais.

¨ Sou de_um tempo que  para se ter oportunidade para pregar, era necessário: saber quem era seu pastor; saber sua igreja; por onde pregou; referência de outros pastores, se eles recomendavam; se é casado se é homem de Deus; ter carta de recomendação é outros ¨, observou 



Segundo o pastor e conferencista Manoel Brito, estas eram algumas das exigências para se ¨ dar oportunidade¨ para falar do amor de Deus. Era necessário tudo isso, para que o cidadão pudesse subir num púlpito para externar o desejo de ganhar almas.

Num paralelo com o presente, Manoel se vê angustiado com esta relação de ontem com  hoje, onde os atributos de um pregador é o menos procurado. Nisto sob escândalos a pregação vai sendo gerada sem credibilidade, onde tantos pastores e pregadores tem fomentado a industria da fofoca gospel.

¨ Hoje é assim: olha no Facebook e no Instagram e vê se tem curtidas, seguidores, vê uns vídeos pra saber se sabe fazer.  Vê se sabe Revelar, tirar oferta e se tens uns ministérios. Vê o preço e outros¨, disse ele em sua rede social




Ainda em seu lamento o pastor e conferencista Manoel Brito, mergulha em sua tristeza, quando percebe que Deus é o menos importante no trajeto da pesquisa por pregador.
“Ter e trazer a presença de Deus não interessa mais . A tendência é piorar. Oremos¨ , lamentou

Segundo argumentação do pastor, em algum tempo não muito distante, será possível pesquisar no Google para ver as estatísticas de pregador. Quanto tirou de ofertas. Quantas almas ele ganhou. Quantos pessoas leva aos cultos que prega. E certamente terá um ranking para os aclamados.



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.