O pastor e vereador Otoni de Paula, através da Câmara Municipal estará homenageando uma vida inocente que foi perdida por omissão de socorro.

Na solenidade o personagem principal não poderá comparecer. O garotinho Breno de apenas 1 aninho e meio de idade, deixou de ser um engenheiro, um professor,  ou simplesmente Breno por negligência de  médica que deixou de lado o juramento que um dia fez.




Menino Breno Rodrigues da Silva,  morreu à espera de uma segunda ambulância, após a primeira ir embora. Breno sofria de uma doença neurológica considerada rara.

“Ele poderia ter sido salvo. Mas a médica nem desceu da ambulância. Ela sequer desceu do carro. Ela chegou às 9h10 e meu filho morreu às 10h26. Nesse tempo ela teria chegado ao Centro Pediátrico da Lagoa ou ao Quinta D’Or”, contou a empresária Rhuana Rodrigues. A segunda ambulância só chegou às 11h, mais de meia hora após a morte do bebê.



Atitude nobre do pastor e vereador Otoni de Paula, certamente não trará a vida de volta , nem encobrirá a negligência médica. No entanto, ficará como marco que   Breno não foi esquecido e jamais será .

De acordo com o pastor a solenidade acontecerá 27 de Novembro no Plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro as 14h.






Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.