O pastor Georgeval Alves está preso em uma cela isolada no Centro de Detenção Provisória Viana II, em Vitória, no Espírito Santo. De acordo com a administração da penitenciária, o objetivo é preservar a segurança do religioso, por causa da repercussão do caso.

[themoneytizer id=”16458-1″]

 

O pastor Georgeval está preso temporariamente acusado de atrapalhar as investigações do incêndio que matou seu filho, Joaquim, de 3 anos, e seu enteado, Kauã, de 6 anos.

Recentemente, um grupo de advogados voluntários se dispuseram a defender o ex-cabeleireiro. Um dos advogados é Rodrigo Duarte, que também é pastor. Acredita-se que eles vão se manifestar publicamente ainda nesta semana.

Pastor foi preso suspeito de matar filho e enteado em incêndiopastor Georgeval



Espera-se ainda que a polícia faça uma reconstituição do incidente do dia 21 de abril. Até o momento, foram realizadas quatro perícias na casa da família.

Na noite do último sábado (21), um incêndio causou a morte dos irmãos Kauã e Joaquim, na cidade de Linhares, no Espírito Santo. As crianças dormiam no quarto quando as chamas começaram. O pai dos meninos, que estava dormindo no quarto ao lado, disse que não conseguiu salvar as crianças.

No momento do incidente, a mãe dos garotos, que também é pastora, estava em um congresso em Minas Gerais, com o filho mais novo do casal.

Informações: Pleno News




Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.