O pastor Jackson Vilar apareceu em vídeo usando um App que prometia mostrar a procedência de cada candidato segundo sua ficha, sendo ela limpa ou não. E o candidato escolhido pelo pastor,  foi o Deputado Marco Feliciano.

[themoneytizer id=”16458-1″]

 

O App Detector de Corrupção usado pelo pastor Jackson Vilar,  que posteriormente virou um vídeo que viralizou é um projeto elaborado pela equipe do site Reclame aqui, que tinha por intenção ceder dados processuais em relação ao candidato pesquisado  a partir de uma imagem do  mesmo.

¨ Você é outro safado¨, disse o pastor no calor, ao se deparar com as informações, já que o mesmo pode ter sido um dos eleitores do deputado.




Segundo o aplicativo, Marco Feliciano estaria respondendo ao inquérito de número 3646/2013, que apura irregularidades na contratação de pastores da Igreja Catedral do Avivamento, onde os pastores não estariam cumprindo o expediente e supostamente estariam recebendo  seus salários com o dinheiro do povo.

Os dados estavam públicas no App, para ser pesquisado por qualquer eleitor que quisesse saber da ficha política do candidato.

E as informações que foram cedidas através do aplicativo da Reclame Aqui, são verídicas quanto ao numero e descrição do processo encontrado na pesquisa. No entanto, no site do STF poder encontrado uma nota a respeito do caso.

[themoneytizer id=”16458-1″]

 

¨ O decano do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Celso de Mello, acolheu proposta do Ministério Público Federal (MPF) e determinou o arquivamento do Inquérito (INQ) 3646, instaurado contra o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) em razão de suposta prática de crimes contra a honra (calúnia, difamação e injúria) e, também, do delito de peculato.”

De acordo com  a interpretação do  Procurador Geral da República à época, José Bonifácio Borges de Andrada, configurou o caso como não  tendo ocorrido a presença de elementos essenciais e autorizadores da formação da existência dos crimes e de sua autoria.

[themoneytizer id=”16458-1″]

 

Poucos brasileiros desconheciam a numeração do processo sobre o pastor Marco Feliciano. No entanto o App que facilitou o acesso , deixou de especificar que o processo contra o então deputado já havia sido arquivado e não tendo nada mais que o desabone.

Milhares de pessoas tiveram acesso a esta informação, quando o pastor Jackson Vilar, fez um vídeo que se espalhou pelas redes sociais, e acabaram tendo informações incompletas a respeito do caso do deputado do processo 3646/2013.

Através dos meios legais Feliciano conseguiu que o aplicativo retirasse as informações, já que no seu entendimento e juridicamente sua ficha esta limpa, já que o caso foi arquivado. ( nada o desabona)

Segundo  algumas pesquisas ainda do pastor que pretende reforçar a bancada evangélica como Deputado Federal, o aplicativo da Reclame Aqui, tem o intuito de alavancar uns e prejudicar outros.




De acordo com o pastor Jackson Vilar,  o deputado Jean Willys responde a três processos, porém nenhum aparece no App, então ele conclui que foi enganado.

¨ Ai você põem no aplicativo Jean Willys aparece também a mesma coisa ( depois que o App retirou as informações de Feliciano) , nada consta, só que Jean Willys, está respondendo a 3 processos no Supremo Tribunal. É bom que você compartilhe este vídeo, pois assim como eu fui enganado (…) Muitos estão achando que este aplicativo só fala a verdade…não¨, justificou o pastor

Jackson ainda se retrata com o Feliciano por te-lo chamado de safado no vídeo anterior e ainda comenta que o App da Reclame aqui foi criado pela esquerda para difamar a direita



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.