Acusado de dois estupros, Pastor Paulo Roberto Alves sai da prisão

Pastor Paulo Roberto Alves, ex-pastor da Assembleia de Deus em Cuiabá, acusado de estuprar uma menina de 11 anos e aliciar outra de 16 anos. Na última quarta-feira (11),teve pedido de liberdade deferido na pelo  Tribunal de Justiça de Mato Grosso.




Não há detalhes sobre a decisão. De Acordo com a s informações da FolhaMax, o caso tramita em segredo de Justiça.

Paulo Roberto foi pego em flagrante  pela Polícia Militar com duas garotas. Uma de apenas  11 e outra de 16 anos, em abriu de 2017. No momento da abordagem policial iria acontece, ele estava as deixando na Avenida das Torres, e fugiu quando percebeu a presença da Polícia.




Garotas contam o Pastor Paulo Roberto Alves estava pretendendo com elas

Após segui-lo e  a aborda-lo, a polícia constatou, com o relato de uma delas de que saíram com o pastor. De acordo com elas, para ter relações sexuais em troca de dinheiro. As garotas frisaram , que eles se conheciam há poucos dias.

As menores adiantaram que o valor de R$ 200 seria pago para “ficarem” com ele.  Conduzido para o presídio, a reclusa  do pastor ganhou notoriedade na imprensa nacional na época.



Paulo Roberto Alves era pregador conhecido na Igreja Assembleia de Deus em Cuiabá.Os milagres que afirmou ter recebido ganhou notoriedade entre os cristãos.  A fama se deu logo após se curar de sete tipos de câncer. Também fazia veemente afirmação de ouvir profecias de Deus por meio de galinhas.

Tal destaque entre os membros da igreja, possibilitou  disputar a eleição para vice-prefeito de Cuiabá em 2012 na chapa de Carlos Brito.

Após a  disputa eleitoral,  desligou-se da Assembleia de Deus e fundou a própria igreja.




Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.