A Psicóloga Marisa Lobo, neste Domingo (19), esteve na ADVEC, igreja liderada pelo pastor Silas Malafaia, orientando os fiéis a respeito de ideologia de gênero. 

Em suas considerações a Psicóloga Marisa Lobo fez várias observações, e numa delas voltadas para o âmbito familiar,  foi  categórica ao afirmar que o sexo feminino tem uma deficiência em relação aos homens. Antecipando o pedido de perdão  pela expressão disse: ¨que se DANE o feminismo¨




Segundo a psicóloga, os pais são os modelos a qual a criança se inspira. A responsabilidade é dos pais de ¨ensinar a criança no caminho que deve andar¨ disse ela  parafraseando o texto de provérbios. A criança , aprende pelo modelo que a mãe e o pai representa. No entanto quando a criança chega para este modelo, existe uma troca de papéis, gerando confusão na cabeças da criança.

¨ Esta trocado poque trocaram de sexo? Não. Está trocado porque trocaram ops papéis. A mulher não quer mais ser mulher feminina. A mulher é machona dentro de casa, aquela figura forte, e o homem é um bananão¨, observou 



De acordo com Marisa , o menino vem para modelar o pai que é o forte e acaba encontrando o a mãe que é a forte. A menina vem para modelar a mãe, não que ela seja fraca, pela delicadeza que possuí a mulher.

¨ E o feminismo que se DANE, desculpe a expressão, mas nos somos diferentes dos homens e temos uma deficiência física sim¨, afirmou

Marisa Lobo afirmou que não resiste se não tiver regras e moral e usa o exemplo de Sodoma e Gomorra. E igreja  tem esse papel fundamental na sociedade , e traz o  exemplo do projeto Josué idealizado pela ADVEC, como agente transformador.

¨Vocês imaginem se todas a igrejas resolvessem fazer isso, nos resolveríamos muitos problemas. Agora imaginem se as igrejas tivessem a liberdade de estar dentro das escolas , através das capelanias fazendo cultos de oração:¨, afirmou



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.