Marco Feliciano Vai para cima da revista Veja, que publicou um artigo na última quarta-feira, 04 de outubro, assinado pelo jornalista JR. Guzzo, classificando os evangélicos como “essa gente incômoda”, por conta da postura irredutível contra a ideologia de esquerda.

Revista veja, por Jr. Guzzo,  faz dura críticas contra os evangélicos de forma generalizada e expõe toda seu desprezo com a liberdade religiosa, claramente apoiando o fim desse direito. em seu artigo, suas palavras tomam uma conotação ainda mais preconceituosa:

“Esse povo, em grande parte do ‘tipo moreno’, ou ‘brasileiro’, vem sendo visto com horror crescente pela gente de bem do Brasil”. escreveu o jornalista, sugerindo de forma pejorativa um estereótipo racial para os fiéis.




Neste país formado em  maioria por cristãos evangélicos e por negros, Jr.Guzzo trouxe  revolta para si de milhões de Brasileiros.
Marco Feliciano é declaradamente evangélico. Em uma das suas ministrações diz ser negro falando do seu cabelo,¨Meu cabelo pixaim¨ . Ele não se excluiu dos números que inclui pessoas ¨morenas¨ que sofreram, e ainda sofrem com segregações e e discursos racistas.

O pastor Marco não deixou de expôr a suas revolta contra o artigo da revista Veja, elaborado por Jr .Guzzo.

¨ Pessoal, estou pasmo com a matéria desta semana da revista Veja, que traz o título esta gente incômoda. De autoria de Jr. Guzzo, onde este senhor discorre uma imensa diarreia verbal sobre evangélicos no Brasil.¨ disse em vídeo.

Marco Feliciano comenta  Guzzo afirmar que a fé evangélicas e formada por , morenos,  brasileiros, saiu apenas da sua mente preconceituosa. Marco também declara, que a Revista veja nas palavras de Guzzo se esqueceu que o Brasil é em sua maioria de miscigenação. Este é formado entre brancos, índios e negros. Os evangélicos, tal como os católicos são compostos pela mesma mistura étnicas.

¨Ele esqueceu que vivemos num país tropical só pode ser isso¨ alegou Feliciano

Na opinião do pastor Feliciano, o texto careceu de sentido. Para tentar compreender a mente preconceituosa de Guzzo, Marco Feliciano cogita a ideia de alguns poderes.

¨ Talvez ele teria poderes extra-sensoriais e consiga ler o pensamento mais profundo do povo brasileiro. Que não tem coragem de admitir que estão incomodados com a fé evangélicas¨ conjecturou o Deputado



No mais profundo da sua indignação o Deputado afirma que o Senhor Guzo preciso de tratamento mental urgente. Acrescenta que seria ótimo  a direção da Veja  valer dos poderes sobrenaturais para evitaras dificuldades financeiras pelas quais vem passando. Afinal de contas, há grande evasão de assinantes, jornalismo desta especie está matando a credibilidade da revista, que já foi referencia .

De acordo com Marco Feliciano, este artigo preconceituoso de Guzzo, explica o rebaixamento de diretor da revista Veja a articulista. Ele acha que ta acima de todos assim tem dificuldade de enxergar o mundo e muito tacanha. Em 2012, ao escrever para a Veja sobre assunto polêmico de casamento de pessoas do mesmo sexo, ele desceu ao nível. De redator a  folhetins de casa intolerância em incluiu em seu texto ideias de sexo com animal, incestos e pedofilia¨explicou



Feliciano afirma que pelos artigos geraram revolta no povo brasileiro, é uma demonstração clara de puro preconceito. Que ser preconceituoso esta no seu DNA. Na época o deputado BB, Jean Willys, ao criticar o artigo de JR. Guzzo disse: ¨Não quero ampliar a voz dos imbecis¨

Marco Feliciano rebate aceitando estar na categorias que ele denomina de bobo, dos que acham que esta tudo em ordem com a liberdade religiosa no Brasil , do que endossar está ideia maluca que Guzzo chama de classes mais altas

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.