Imagem reprodução do instagram

A doença que tirou A cantora gospel Fernanda Brum dos palcos é conhecida como Síndrome de Burnout. Geralmente, é  consequência do acúmulo excessivo de estresse em trabalhadores que têm um profissão muito competitiva. Ou com muita responsabilidade. Isso acaba tornando o dia de trabalho em um sacrifício que envolve nervosismo. Também sofrimento psicológico e problemas físicos. Os mais comuns são: dor de barriga, cansaço excessivo ou tonturas, por exemplo.

Não se falou da doença na página oficial da cantora gospel Fernanda Brum. Foi emitida uma nota de esclarecimento,explicando que ela passou mal e foi medicada e que deixaria os palcos.



O termo “indisposição” foi usado na publicação para explicar o que ela teve. Foi recomendado a Fernanda Brum se afastar dos palcos por no mínimo oito dias. O mais indicado é que ela tenha tido uma recaída com a Síndrome de Burnout. A doença do trabalhador queimado é desenvolvida em pessoas com alto nível de estresse e rotina muito acelerada de trabalho. A pessoa afetada tem um esgotamento emocional por conta do excesso de trabalho.

+ Cantora gospel que foi dispensada do SBT, lamenta a morte de Mr. Catra

Vida de artista sempre inspirou as grandes massas e não é diferente no meio evangélico. Os artistas e grande nomes do gospel parecem querer abraçar o mundo com as mãos. Sempre sob a desculpa que estão fazendo a obra. Porém, muitos ficam doentes. Ainda deixam de dar atenção aos cônjuges e filhos,enquanto brilham nos palcos.



Em novembro do ano passado Fernanda Brum foi diagnosticada pela terceira vez com Síndrome de Burnout. Ela chegou a ficar fora dos palcos por uns dias. A repercussão de que faria  pausa na carreira foi  grande que ela se viu obrigada a negar que iria parar.

+ Priscilla Alcântara grava funk com Luíza Sonza para marca de sandálias

Os sintomas da doença comuns são esquecimento, agressividade, mudança brusca de humor, pessimismo e alta irritabilidade. Cerca de 30% dos profissionais liberais tem graus da doença ao extremo. A cantora gospel faz parte de uma estatística que não para de crescer no mundo.


Repouso absoluto e desfoque do trabalho são indicados. Bem como praticar alguns hobbies ajuda quem está em tratamento.

Fernanda Brum chegou a anunciar que o ano de 2018 seria um ano sabático em sua vida. Com 25  anos de carreira Fernanda Brum, concilia família e sua própria igreja. Também organiza conferências anuais fora da igreja. Ainda escreve livros e prega. Ela também anunciou que está organizando uma caravana pra Israel em maio do próximo ano.

Essas atividades relatadas foram com toda certeza resumidas. Entretanto, Fernanda Brum não parou este ano. Sua  agenda de compromissos tem sido intensa, o que certamente culminaram na recaída em Burnout.



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.