Crivella tem garantia de deputada que vai morar céu

No que depender da palavra de alguém Crivella tem seu lugar garantido no céu. Assim afirmou deputada na Câmara de SP

"Nós incomodamos, sim, nós incomodamos as trevas, os nossos inimigos. E vamos continuar incomodando, [...] porque temos a missão de propagar o Evangelho, como Lutero fez. Marcelo Crivella [prefeito do Rio e sobrinho do bispo Edir Macedo] é um dos tais que vai morar no céu."




Com a palavra, a deputada estadual Marta Costa (PSD-SP), filha do pastor José Wellington Bezerra da Costa, líder da maior das Assembleias de Deus, o Ministério Belém -assembleianos, por sua vez, são a maior denominação evangélica do Brasil (28% desse segmento, segundo pesquisa Datafolha).

Marta celebrava outro superlativo: 500 anos da Reforma Protestante, movimento que começou com um ato de rebeldia do frade alemão Martinho Lutero contra a Igreja Católica, em 31 de outubro de 1517, e desembocou nas diversas igrejas evangélicas que hoje dominam 12% da religiosidade global e 32% da brasileira.

O evento em questão aconteceu nesta segunda-feira (30), no plenário da Câmara Municipal paulistana, onde ela trabalhou por três mandatos como vereadora -cargo hoje exercido pela irmã Rute Costa (PSD-SP).



Marta explicou à reportagem, finda sua fala, o que a perturba tanto. "O que incomoda? Ideologia de gênero. Homossexualismo -não o homossexual, mas o pecado."

Em discurso, a deputada exaltou o que definiu como um "ato de coragem" da irmã vereadora. "Rute é bem pretinha, bem pequenininha, mas bem sabidinha -e teve coragem de transformar este plenário num culto ao nosso Deus."

"Sou crente antes de ser político e continuarei a ser crente depois de ser político". Afirmou o vereador Eduardo Tuma (PSDB-SP), criador da Frente Cristã da Defesa da Família, que irmana 17 dos 55 vereadores paulistanos.

"O Estado não pode ser secularizante, não pode ser de distanciamento de Deus. Não pode ter religião oficial, mas não pode embaraçar o funcionamento das igrejas."




O sobrinho do ex-senador Romeu Tuma (1931-2010) atacou ainda a "desconstrução da família que vemos nos canais de TV".

Representante da igreja Sara Nossa Terra, o pastor Wilton Acosta aproveitou sua vez no microfone para criticar a "mensagem de hedonismo." E "esta sociedade pós-moderna que grita para tirar Deus das crianças, da educação".

Por isso, continuou, "a importância de continuar fazendo reformas".

"A Deus toda a glória. Você pode dizer amém, meu irmão?" Foi feita a sua vontade.

Com informações da Folhapress.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *