Brasil

Jornalista denuncia que Ministra Damares Alves pediu para não denunciar estupro

A jornalista Patrícia Lélis se envolve em mais uma polêmica.Ela que a todo custo gosta de chamar atenção da mídia agora,já tem o que falar da ministra Damares Alves.

A jornalista Patrícia Lélis se envolve em mais uma polêmica.Ela que a todo custo gosta de chamar atenção da mídia agora,já tem o que falar da ministra Damares Alves.A jovem que mora em Londres,tem agido ativamente pelas redes sociais.Ela milita pela causa do PT e ,vive a fazer acusações contra o meio gospel.

A jornalista afirmou em seu instagram que a Ministra Damares Alves se faz de vítima e usa sua história de vida para sensibilizar as pessoas e minimizar seus atos.Segundo Patrícia,ela não é tão boazinha quanto parece.

Lélis afirmou que na época em que quis iniciar o processo contra o pastor e deputado Marco Feliciano por estupro,Damares tentou impedí-la.Lélis chegou a dizer que a ministra teria conversado com sua mãe para que Patrícia parasse de promover o caso.

+ Youtuber famoso revela profecia terrível para Cabo Daciolo

Patrícia Lélias escreveu em seu instagram: “farta dessa ladainha que temos que ter compaixão da Damares Alves.O mais bizarro de tudo é que a mesma não teve compaixão ao me pedir para não denunciar o estupro do Feliciano e não contar a minha família,também pediu aos meus pais para não denunciar.Eu não fui a primeira”,afirmou.

A jornalista ainda segue escrevendo mais nos comentários do texto: “Ao expor as conversas dela me mandando mensagens sobre o estupro,ela ainda teve a cara de pau de falar com minha mãe pedindo a ela que eu parasse de expor.

Não peçam pra ter compaixão com essa mulher.E não,ela não é doida! Ela sabe muito bem o que faz! E digo com muita clareza:eu apenas fui a primeira a denunciar,mas não sou a única vítima.Feminismo,jamais será sobre passar pano na cabeça de mulher sem escrúpulos”,atacou Patrícia.

A publicação da jovem teve muita repercussão nas rede sociais.No entanto,muitos internautas indagaram que o estupro ao qual Lélis se referia foi julgado como improcedente na justiça.O inquérito foi arquivado por falta de provas e o Pastor Marco Feliciano livre de todas as acusações.

Etiquetas
Comentários

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Botão Voltar ao topo
Fechar