Brasil

Carta do papa a Lula faz polêmica no programa da Jovem Pan.

“O papa fala nas duras provas que o Lula enfrenta. Duras são as provas que o incriminam”, disse Caio Copolla.

Na ultima semana, o Papa Francisco enviou ao ex-presidente Lula uma carta em resposta à outra enviada por ele anteriormente. Não demorou muito tempo para que o conteúdo viesse a público e consequentemente, gerasse uma série de polêmicas envolvendo Lula.

Com isso, o comentarista Caio Coppola, aproveitou para também expor sua opinião no programa de rádio “Morning Show” da Jovem Pan FM.

Desta forma, o comentarista disferiu duras críticas a cerca da comoção gerada por parte da mídia em torno da carta. Criticou também, o modo como Francisco se referiu as “duras provas” que lula estaria enfrentando nos últimos tempos, como a perda de três parentes chegados por exemplo.

“O papa fala nas duras provas que o Lula enfrenta. Duras são as provas que o incriminam”, disse Caio, que foi imediatamente interrompido pelo apresentador do programa, Edgard Piccoli.

“Você vai contra o papa, Caio… o sumo pontífice…”, disse Edgar.“Humano, pecador e falho como qualquer um de nós”, rebateu Coppola, insinuando que Francisco é passível de equívocos e críticas.

Ao dar prosseguimento a sua linha de pensamento, Caio aproveitou para resgatar da bíblia alguns conceitos acerca do que realmente se trata a mensagem de compaixão. Segundo ele, o reconhecimento, seguido pelo arrependimento é o que torna possível o alcance do perdão e da misericórdia divina.

“Compaixão é um valor fundamental do cristianismo, mas o perdão pressupõe o arrependimento do pecador. O Lula não se arrepende dos seus pecados e ainda por cima, mente sobre eles. Mente como respira. Já falamos isso aqui”, explicou.

Em seguida, abriu a bíblia em João 18:37, onde Pilatos fala com Jesus. “Disse-lhe, pois, Pilatos: ‘Logo tu és rei?’ Jesus respondeu: ‘Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz’”, citou.

”Lula é da mentira. Ele é absolutamente ‘surdo’ para Jesus. O sofrimento de Lula, do qual o papa fala — obviamente, estou falando da pena dele — ele é justo, seja pela lei dos homens, seja pela Palavra de Deus, escrita no livro sagrado. Eu, pessoalmente, não confundo o papa político com o papa líder espiritual. Eu espero que ele também não”, acrescentou ele.

Entretanto, Edgar fez um outro questionamento a cerca de um possível arrependimento interno por parte do ex-presidente da república.“Intimamente ele se arrepende de ser um corrupto, lavador de dinheiro, mas não expõe isso? Então ele é um hipócrita. Ele está incorrendo em pecado de qualquer jeito”, respondeu o comentarista, explicando que o cristianismo prega que é necessária uma confissão sincera e pública para alcançar o perdão.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo