Notícias Gospel

Doação de bicicletas emociona pastores em missão na África.

A pregação do Evangelho muitas vezes depende do transporte nessas localidades.

Uma doação de bicicletas, fez com que alguns pastores na África ficassem extremamente emocionados. As doações foram destinadas as comunidades do Moçambique e Zimbábue. As pessoas conseguiram receber as doações de bicicletas, por meio da Missão Mãos Estendidas (MME),que é  uma organização missionária que já atua nesses povoados há 20 anos.

As cenas foram registradas na ultima quarta-feira (13) e emocionaram a muitas pessoas.

Com isso, o pastor chefe Elias Marcelo Caetano, que está afrente do projeto, explicou a importância da parceria feita com pessoas de fora, de modo que esses recursos possam alcançar as regiões mais isoladas do continente africano, onde o evangelho é cada vez menos conhecido.

“Por serem pastores de aldeias, essas bicicletas são muito importantes. Hoje, expressamos nossa gratidão a quem ofertou. A MME trabalha com parcerias estratégicas, para que possamos, como Reino de Deus, ir além de forma mais rápida e intensa”, afirmou ele em uma entrevista dada ao Guiame.

“Quando você olha para esses pastores, a maioria deles vêm de aldeias normalmente isoladas. Não fazemos ideia de como um objeto desse, que é tão simples, como uma bicicleta, pode trazer grande transformação para toda uma aldeia”, acrescentou o presidente, que também é atualmente um dos missionários que atuam na África.

A entrega das doações foi realizada no andamento de um seminário intensivo de bíblia na cidade da Beira, que foi uma das localidades que mais sofreram com com a passagem do furacão Idai, que devastou boa parte da região, deixando m centenas de pessoas mortas e outras desabrigadas.

“Na maioria das vezes, a bicicleta é o único meio de transporte entre a aldeia e a estrada. Então, muitas vezes, o que você vê como uma bicicleta se torna uma ambulância ou um instrumento de comunicação com outros lugares. Ou seja, traz um grande benefício para toda a aldeia”, concluiu Saulo.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo