Brasil

Flordelis participa de reunião com líder nacional do PSD e já pensa nas eleições de 2020

Enquanto isso, deputada deve ser indiciada em breve pela polícia no Rio

A cantora e deputada Flordelis divulgou em suas redes sociais a visita do Presidente Nacional do PSD, Gilberto Kassabi, a sede do Partido no Rio de Janeiro.

Flordelis participou da reunião com o ex-prefeito de São Paulo que veio para decidir as próximas coordenadas do partido para o próximo ano.

A cantora escreveu na legenda:

“Momento importante do PSD-RJ. O ministro Kassab esteve no Rio para começar a organizar as ações para as campanhas do próximo ano”,disse a deputada.

Chamou atenção a questão da ausência do presidente do partido no Rio, que era o pastor Anderson do Carmo, marido de Flordelis que foi assassinado. Se estivesse vivo, ele receberia Kassab e provavelmente, Flordelis seria lançada a prefeita de São Gonçalo em 2020. Porém, com a morte do pastor, tudo mudou. Flordelis certamente não será mais lançada a prefeitura de São Gonçalo e se o pior acontecer, a deputada pode até ir parar na prisão.

Flordelis tem tocado a vida pra frente e já foi a Brasília votar na questão da Reforma da Previdência. A deputada aos poucos retoma a vida e tenta se afastar da enorme polêmica que envolve o assassinato do marido.

Nesta segunda-feira o Ministro Dias Toffoli decidiu deixar para depois do recesso a decisão de onde as investigações sobre Flordelis como participante do crime devem acontecer. A DHNSG formalizou a questão para o STF por conta do foro privilegiado. O ministro chegou a pedir a opinião da Procuradora Geral da República Raquel Dodge sobre o assunto. E ela foi veemente em dizer que o foro privilegiado restrito serve para questões de âmbitos parlamentares. Porém, a decisão ficará a encargo de outro ministro sorteado. Tudo indica que Flordelis será indiciada em breve assim que a decisão sair.

A deputada acabou se vendo envolvida nas investigações quando não colaborou com a polícia, além de se desmentir em entrevistas para a TV ,além de defender os filhos que confessaram participação no crime.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo