Notícias Gospel

Vacina que combate HIV começará a ser testada até o final deste ano

O Brasil se encontra entre os oito países a ser testada a imunização

Está prevista para ser iniciada, até o final deste ano, a terceira fase do estudo Mosaico, que será testado em humanos uma vacna que é considerada promissora contra o HIV. O projeto deve ser testado em quase 4 mil pessoas,. Oito países das Américas do Sul e do Norte e da Europa estão destinadas a participarem da pesquisa. O Brasil será participante no tocante ao teste, segundo o jornal O Globo.

Conforme afirmado pela publicação, por volta de 3,8 mil pessoas com idades entre 18 e 60 anos farão participação do projeto. Todos são homens que praticam o sexo com outros homens ou pessoas transexuais. Eles irão receber um esquema de quatro doses de uma droga que foi projetada a fim de defender contra as diferentes variações do vírus.

“Estamos comprometidos em garantir que os resultados dos testes de vacina contra o HIV sejam generalizáveis para as populações que carregam o maior fardo da infecção pelo HIV – afirmou Susan Buchbinder, presidente do protocolo Mosaico e diretora do do Bridge HIV no Departamento de Saúde Pública de São Francisco, Estados Unidos.

No total, serão realizados testes em nove centros de estudo brasileiro. Participarão, também, centros dos Estados Unidos, México, Argentina, Peru, Espanha, Itália e Polônia.

As inscrições para os testes devem ter início no mês de setembro e os candidatos irão ter que preencher uma série de requisitos, tais como: fazer sexo anal ou vaginal sem o uso do preservativo fora de uma relação que seja monogâmica estável com um parceiro que é conhecido e que tenha HIV negativo ou HIV positivo com supressão viral na terapia anti-retroviral.

O estudo Mosaico foi revelado na terça-feira do dia 23, na 10° Conferência da International AIDS Society acerca da Ciência do HIV (IAS 2019), que acontece na Cidade do México.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo