Brasil

Jair Bolsonaro mita mais uma vez e dispara novo versículo bíblico

Presidente fez alusão de sua fé ser a da maioria da população

O Presidente da República surpreendeu mais uma vez seu eleitorado ao rebater as críticas de que ele mistura religião com política. Bolsonaro desde que assumiu e mesmo antes, quando era candidato inclui textos bíblicos em suas falas, bem como pontos de vista conservadores em seus projetos políticos e diretrizes governamentais.

Rebatendo as acusações de misturar as estações no governo, Bolsonaro publicou em seu instagram:

“Da série João 8:32 (2) / O PRESIDENTE PODE MISTURAR POLÍTICA COM RELIGIÃO?
– “O Estado é laico, SIM. Mas o Presidente da República é CRISTÃO, como aproximadamente 90% do povo brasileiro também o É.” Romanos 8:31, se Deus é por nós quem será contra nós?”

O discurso de Bolsonaro sempre faz muito sucesso, pois como o próprio presidente fez questão de lembrar, faz parte da maioria da população. O governo Bolsonaro redefiniu o valor de maioria e minoria. Fazendo valer o que pensa a maioria da população, bem como resguardar a proteção e direitos das minorias brasileiras.

A fala do presidente acompanha o tom do discurso de sua ministra mais ilustre, a Ministra Damares Alves. Dela é a frase famosa ,que afirma que o Estado é laico, mas ela é terrivelmente cristã. Damares começou seu trabalho sendo muito perseguida pelo fato de ser pastora evangélica, conduzindo os trabalhos da pasta dos direitos humanos, que visa defender as minorias. Porém, passados 7 meses nenhuma das minorias foi comprometidas  e sim defendidas como nunca pela ministra.

Porém, o contrário também é verdadeiro.Em defesa da representatividade de todas as partes, Bolsonaro já vem avisando que pode indicar um ministro terrivelmente evangélico para o STF. Haja vista que a corte vem trabalhando blindada em suas decisões , bem como age legislando no lugar do parlamento, como aconteceu no caso da decisão que STF deu sobre tornar o crime de homofobia crime de racismo no Brasil. O parecer ainda que provisório revoltou, além da po

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo