Notícias

Patricia Abravanel, foi hostilizada em programa de auditório, por defender Bolsonaro.

Ela afirmou que devemos orar pelo presidente.

A apresentadora e filha do dono do Sbt Patrícia Abravanel, esteve participando do programa do Raul Gil, e no quadro “pra quem você tira o chapéu”? Ela   tirou o chapéu para Jair Messias Bolsonaro (PSL), e afirmou estar satisfeita com as intenções e ações que o presidente está tendo com a nação até o presente momento, e que nós devemos orar por ele porque quem está lá é ele.

Patrícia disse que o presidente é um símbolo de patriotismo e de submissão à Palavra de Deus. “Primeiro, porque ele é o nosso presidente, e acho que toda autoridade é colocada no poder por Deus. A gente tem como brasileiro torcer para que ele dê certo. Eu não acho que nenhuma pessoa sai de casa pensando em fazer coisa errada. Ninguém acorda pensando ‘hoje vou tomar essa decisão, vai dar tudo errado, vou destruir a vida de 1 monte de gente’, ninguém acorda para isso”, afirmou Patrícia, evangélica.

“Como brasileiros temos que incentivar, que torcer, que orar para que ele tome boas decisões e seja brilhante nesse governo atual. Temos que estar torcendo por ele”, colocou.

Perante a reação do auditório do programa que se mostrou insatisfeitos com a opinião da apresentadora convidada ela também disse que Bolsonaro é presidente não de partido mas do Brasil e esse é o nosso país: “Estou vendo algumas pessoas assim, mas a gente tem sim que tirar o chapéu, e mais do que isso, pedir a Deus para que ele tome boas decisões, e a 1ª foi agora. A Previdência foi liberada, não é algo tão popular, mas para o Brasil vai ser bom, a gente depois vai ser grato por essas coisas que estão acontecendo”, falou.

O apresentador do programa fortaleceu as declarações de Patrícia Abravanel: “O seu pai sempre apoiou [os governos]”, falou ele.

“O SBT ele é muito pró-governo, independente do governante. A gente acredita que tem que estar ali apoiando”, acrescentou Patrícia Abravanel, segundo informações do portal .

“Sempre. Ele [Silvio Santos] ensinou isso para a gente. Apoiou Lula, a Dilma ele apoiou, antes também, Temer ele apoiou. Então acho que a gente tem que estar perto dos nossos governantes para eles poderem sim tomar boas decisões. Que a gente influencie eles para coisas boas. Para que a gente acredite neles, e torça por cada um deles. Então eu, como meu pai, somos pró-governo, sempre. E se eles fizerem alguma coisa errada, claro que a gente pode puxar a orelha, mas temos que ser pró-governo”, finalizou a apresentadora e filha do Silvio Santos.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo