Brasil

Pastor celebra morte do sequestrador do ônibus na Ponte Rio-Niterói e é criticado no instagram

Alguns internautas opinaram que pastor não tem direito de se expressar dessa forma

 

O Pastor Renato Vargens tem sido um dos pastores mais polêmicos no instagram. Ele fala o que pensa e combate as terríveis heresias veiculados no meio gospel.

Só que dessa vez o pastor acabou criando polêmica comentando um dos episódios mais falados dessa terça-feira (20), que foi o sequestro de um ônibus na Ponte Rio-Niterói, que poderia ter tido um desfecho ainda mais terrível senão fosse a intervenção do Batalhão de operações especial da polícia,o BOPE. Até mesmo o governador Witzel foi para o local. O sequestrador depois de liberar algumas vítimas foi abatido pela polícia e o fato foi muito comemorado pelas rede sociais.

O homem que ainda não foi identificado portava uma arma de brinquedo e um galão de gasolina. Não se sabe bem qual era o objetivo do homem com aquela situação porém, o ônibus carregava 37 pessoas que poderia ter morrido ou se machucado caso o sequestrador resolvesse cumprir as ameaças e colocar fogo em tudo.

O Pastor Renato Vargens comentou sobre o assunto:

“FALANDO SOBRE O DESFECHO DO SEQUESTRO NA PONTE
Ninguém fica satisfeito com a morte de uma pessoa. A morte do sequestrador foi um triste desfecho. Contudo, diante de uma iminente tragédia, e possível morte de dezenas pessoas, a polícia militar agiu corretamente atirando no sequestrador. À luz das Escrituras o papel do estado é proteger as pessoas de bem e punir a maldade, o que foi feito corretamente pela PMERJ.Que Deus tenha misericórdia do Rio de Janeiro”, comentou o pastor.

Muitos internautas apoiaram o pensamento de Vargens, porém, houve também quem dissesse que o homem que sequestrou o ônibus era vítima da sociedade e que por ser pastor, Vargens não teria direito a essa afirmativa, celebrando a morte de um ser humano.

O Governador Witzel logo após o abatimento do sequestrador entrou no ônibus e pediu que os passageiros colocassem Deus no coração como uma missão na vida. Ele ainda disse que ficou triste por uma vida ter sido tirada mas explicou que foi a do sequestrador em detrimento das vidas dos passageiros.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo