Notícias Gospel

Estado Islâmico está construindo nova base militar na Síria com mísseis de precisão.

Ela é a maior base já construída pelo Irã.

 

Uma nova base militar está sendo construída pelo Irã, na Síria, que vai ser responsável por abrigar milhares de soldados e mísseis guiados por precisão, relatou a FoxNews nesta última terça-feira dia 03.

A Fox relata, de acordo com fontes ocidentais e imagens de satélite, que o projeto chamado “composto Imam Ali” teria sido apoiado pelos mais elevados níveis da chefia governamental no Teerã.

Analistas da Image Sat International‘ (ISI) falam que cinco edifícios construídos recentemente iriam abrigar mísseis guiados com precisão. Na região noroeste do conjunto tem cerca de 10 depósitos adicionais.

Analistas do ISI comentam que o Irã terminará a construção em poucos meses e a base ficará pronta para a operação brevemente em seguida.

Essa seria a primeira vez que o Irã está fazendo a edificação de uma base enorme na Síria, e que está em torno de 320 quilômetros próximo de uma região onde está posicionado o exército americano.

Um pouco antes de a Fox fazer a divulgação do novo complexo iraniano, as Forças de Defesa de Israel tornaram público imagens de satélite que expõem um local de fabricação de mísseis de precisão fundamentada pelo Irã no Hezbollah.

O jornal israelense ‘Haaretz‘ noticiou que os drones de Israel alcançaram um elemento central do programa de mísseis do Hezbollah ao estragar uma máquina necessária para a criação de propulsores que podem levar melhorias aos motores e precisão dos mísseis.

Se a máquina estivesse funcionando, o Hezbollah poderia ter criado um número substancial de mísseis de longo alcance, que seriam guiados com precisão.

Hezbollah teria cerca de mais de 150.000 mísseis, entretanto, são poucos os guiados com precisão, diz o site ‘Times of Israel’.

Uma respeitável autoridade israelense falou para repórteres na segunda-feira que deu ordem para que os militares se reunissem para realizarem a interrupção do projeto de mísseis.

“Mudamos a ordem de nossas ameaças com base no entendimento de que não podemos permitir mísseis guiados com precisão no Líbano”, informa a autoridade.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo