Brasil

Mais de 75% dos óbitos de cristãos na Coreia do Norte são por causa da fé

Levantamento expõe a situação da liberdade religiosa no país norte-coreano


O Centro de Banco de Dados para os Direitos Humanos do regime comunista da Coreia do Norte (NKDB) fez uma entrevista a mais de 11 mil desertores norte-coreanos que tiveram, com êxito, a felicidade de escapar da Coreia do Norte e conseguir ir para a Coreia do Sul.

De acordo com os desertores que vão para a Coreia do Sul, 75% dos norte-coreanos que são perseguidos são cruelmente mortos por conta da sua confissão de fé.

A Coreia do Norte é o país que se encontra em primeiro lugar na Lista Mundial da Perseguição da Portas Abertas dos países onde a perseguição cristã é pior.

Segundo informações extraídas do site Guiame, a prática de qualquer religião que não seja aceita pelo governo acarreta em punição de pena de morte na Coreia do Norte. Mais do que óbvio, uma parcela de praticamente 100% dos desertores que foram entrevistados afirmaram que não existe liberdade religiosa no país.

Se já não bastasse toda essa situação, 98% dos desertores declararam que as únicas instalações destinadas ao culto estão situadas em Pyongyang e estão tão somente no local como uma forma de exibição aos turistas.

Os desertores também afirmaram que 80% dos presos que se encontram sob custódia do Estado sumiram e seu paradeiro continua desconhecido.

Os ministérios de perseguição cristã foram a favor de que hajam ações a serem executadas a fim de analisar os abusos dos direitos humanos que são cometidos pelo governo da Coreia do Norte.

A um mês atrás, o ministério Christian Solidarity Worldwide (CSW) expôs um relatório demonstrando profunda preocupação com toda essa perseguição que diversos cristãos estão enfrentando no país coreano.

A Christian Solidarity Worldwide ainda defendeu que fosse lançada a Comissão de Inquérito das Nações Unidas a fim de investigar, de modo mais profundo, os crimes do país.

Dayana Ribeiro da Silva

Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Open chat
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do O Buxixo Gospel.