Brasil

Padre é assassinado com requintes de crueldade em Brasília

Paróquia já havia sido assaltada várias vezes

O líder religioso, padre Kazimerz Wojno, conhecido por seus fiéis como padre Casemiro, foi assassinado por assaltantes, aos 71 anos, na Asa Norte, Brasilia.

O clérigo polonês foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte. O triste fato ocorreu no último dia 21, na Paróquia Nossa Senhora da Saúde.

Segundo uma das fiéis que frequentava a Paróquia, o padre era de temperamento forte, porém uma ótima pessoa e tinha uma vida integra voltada para a fé, cumprindo os princípios cristãos. “Ele tinha o gênio forte, quando falava algo, era aquilo. Também era uma pessoa muito séria nas questões da fé, da religião”, exclamou a senhora.

A fiel da Paróquia ainda relatou que não foi a primeira vez que o templo veio a ser assaltado, os roubos eram recorrentes. “A gente ficava com medo porque aqui de noite é completamente deserto. Já tiveram muitos roubos, o último foi em um domingo de Páscoa, quando entraram e levaram o sacrário”.

Os fiéis que congregavam na Paróquia Nossa Senhora da Saúde tinham muito apreço pelo padre Casemiro. “Duas palavras o descrevem: dócil com todas as pessoas que o procuravam e firme contra exatamente o tipo de pessoa que fez essa barbaridade com ele”, narrou um dos religiosos. “Ele era um pai para mim, completou o fiel.

O padre foi encontrado morto, de maneira cruel, na parte externa da paróquia. Os meliantes amarraram arame em seu pescoço e ataram suas mãos e seus pés no momento do crime. De acordo com informações da polícia, além disso a vítima tinha um ferimento na cabeça. O que evidencia que ele, possivelmente, foi torturado antes de morrer.

 

Dayana Ribeiro da Silva

Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo