Brasil

Cantora secular de arrocha, causa tumulto e discussões por criticar ação do Papa Francisco.

Ninguém é santo por fazer caridades, só Jesus é.

A cantora de forró e arrocha, Márcia Fellipe, que faz grande sucesso na região norte e nordeste. Foi duramente criticada em suas redes sociais por ter feito uma postagem que católicos consideraram ofensiva a sua fé.

Nesse último domingo dia 13 de outubro, a freira que era e representava o estado da Bahia, irmã Dulce, que também tem sido uma referência em obras sociais, recebeu o reconhecimento como santa através de vossa santidade Papa Francisco em uma reunião que aconteceu no vaticano onde contou com a presença de mais de 49 mil pessoas na concentração.

Márcia por sua vez manifestou a sua insatisfação com relação ao ocorrido que foi feito através da instituição católica.

“Ajudar ao próximo, sim! Mas não faz nenhum ser humano ser ‘santo’. Santo só o senhor Jesus Cristo. Não se deixem enganar (leiam a Bíblia). ‘E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará’. João 8:32”, escreveu a cantora

Que quase de imediato recebeu a reprovação de seus fãs através de comentários. “Ridícula, que falta de respeito. Quem é você para dizer o que é certo e o que é errado? Lê a Bíblia inteira e não sabe o significado de cada palavra. Sua leitura foi em vão. Leia novamente e compreenda as suas palavras, você não é digna de dizer nada. Respeite a religião dos outros. Não nos metemos na sua”. Respondeu a fã.

Maria Rita de Sousa ou Irmã Dulce como os baianos a conheciam, virou um ícone de bondade e amor para os católicos, ajudava muito as comunidades mais carentes de Salvador e interior. Por tanto foi santificada como ‘ Santa Dulce dos Pobres ‘.

 

 

 

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo