Brasil

Youtuber responde a pastor que insinuou que Jesus Cristo defendia partido de esquerda.

Influencer Digital afirma que Cristo está acima de política.

Youtuber responde a pastor que insinuou que Jesus Cristo defendia partido de esquerda.

O pastor evangélico Henrique Vieira, fez um discurso em Niterói, Rio de Janeiro, partidário que foi maquiado de religioso para impressionar uma multidão da esquerda.

Detonando a gestão do atual governo federal, e usando de partes de textos bíblicos um tanto os quanto distorcidos, para reabrir teses nunca ditas de Jesus Cristo, assim foi o manifesto do pastor que causou indignação do Youtuber Zion.

O influencer digital Zion, que se auto declara um ex-fanático religioso, abordou o assunto e desclassificou a fala do pastor, sem citar nomes, possivelmente por questões de retaliações judiciais, Zion afirmou que Jesus e o seu evangelho está acima de todas as coisas, que o que o Senhor veio trazer foi salvação e de forma alguma política, segundo o Youtuber Jesus não pode ser colocado em uma caixa preta da política, “Jesus está acima de tudo e de todos, Jesus é muito maior do que o partido da esquerda ou da direita, não se sujeita a nenhuma ideologia” afirmou Zion. O dono do canal Fala Zion, também afirmou que nenhuma ideologia ou projeto da esquerda tem o apoio 100% do próprio partido, que a esquerda brasileira é contraditória.

+ Resultados de exames da Pastora Ludmila Ferber deixa internautas preocupados

“ A esquerda nunca foi totalitária nas adversidades que ela diz defender, depois coloca aqui nos comentários” Declarou Zion. O youtuber também disse que as filosofias e ideologias neo marxistas, são contrárias aos costumes cristãos e judaicos. E concluiu dizendo “Tomem cuidado com esses pastores, que querem limitar Cristo em uma latinha, Jesus não veio abraçar o pecado de ninguém, mas sim o ser humano, ele morreu entre dois ladrões e andou com prostitutas, porém jamais afirmou que tais práticas estariam certas”. Concluiu Zion.

 

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo