23 C
Palmas
quinta-feira, 21 janeiro, 2021

Apóstolo é detido com bebidas e drogas e reage

Saiba Mais

Dayana Ribeiro da Silva
Dayana Ribeiro da Silvahttps://www.obuxixogospel.com.br/
Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Publicado em:

O apóstolo André dos Santos Damasceno de Souza, de 35 anos, foi detido na noite de segunda-feira(1), no bairro Vila Rica ,em Cachoeiro do Itapemirim.

- Advertisement -

O pastor da Igreja Pentecostal Palavra Renovada foi pego com drogas e sinal de embriaguez.

Militares da moto-patrulha abordaram o pastor, pois estava com em um carro com vidros escuros .

Na abordagem o pastor resistiu em fazer o teste do bafômetro .

O apóstolo foi detido com papelote de cocaína, uma bucha de maconha e dois cigarros na mesma droga.

Em um áudio, a sua mulher afirmou que estavam em casa.

De acordo com a Polícia Civil, ele foi levado para Delegacia Regional para assinar um termo de responsabilidade por uso e porte de drogas, onde foi liberado depois.

Em uma live, feita no dia seguinte pelo Facebook, o apóstolo, negou os fatos noticiados pelos meios de comunicação da região.

Durante a transmissão, pastor que estava com a esposa, bispa Dina Damasceno, e do filho, não admitiu a prisão em momento algum.

No entanto, um boletim de ocorrência foi divulgado, onde foi desmascarado a farsa do pastor, que tentavam emitir o ocorrido.

Porém, essa não foi a primeira vez do pastor na detenção.

Um documento vazado, confirmou que ele é reincidente, pois em maio, o apóstolo foi detido também com drogas e sinais de embriaguez, mas foi solto logo após pagar fiança.

Diante dos fatos, André alegou estar sofrendo de perseguição política, sendo algo de campanha difamatória, para prejudicar a pré-candidatura de vereadora de sua esposa, Dina Damaceno (PSB), em Cachoeiro.

Porém, documentos em forma de Boletim Unificado (BU) e também termo circunstanciado (TC), outorgado pelo Juiz de Direito Eliezer Mattos Scherrer Junior, validando a liberdade do pastor após pagamento de fiança no valor de R$ 1050,00 comprova a veracidade dos fatos.

Fonte: Da Hora ES

- Advertisement -

12 COMENTÁRIOS

Subscribe
Notify of
12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
- Advertisement -

Últimas

- Advertisement -

Veja Mais

- Advertisement -
12
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x