25 C
Palmas
quinta-feira, 26 novembro, 2020

Padre Fábio de Melo defende posição do Papa a favor do casamento gay

Saiba Mais

Dayana Ribeiro da Silva
Dayana Ribeiro da Silvahttps://www.mvnoticias.com.br/
Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Publicado em:

Padre Fábio de Melo defende união civil gay: 'Não cabe a mim impor regras  religiosas' - Famosos - Extra Online

Em uma conversa nesta quinta-feira(29), com o empresário Marcus Montenegro recheado de assuntos polêmicos , um assunto que tem se falado muito nos últimos dias, surgiu durante a conversa, a declaração do Papa sobre casamento gay.

- Advertisement -

Papa Francisco fez uma declaração a respeito do  assunto no dia 21 de outubro, dizendo: “As pessoas homossexuais têm direito de estar em uma família. Elas são filhas de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deverá ser descartado ou ser infeliz por isso”.

Andressa Suíta vai receber 54 salários mínimos de pensão

A fala diz respeito a união civil, reconhecida por lei, não no casamento religioso. No dia, Francisco ainda reforçou: “O que precisamos criar é uma lei de união civil. Dessa forma eles são legalmente contemplados”.

O padre Fábio de Melo foi questionado sobre sua posição dele sobre a declaração do Papa defendendo a união civil entre homossexuais.

“Em 2013, eu dei uma entrevista e fui execrado pela ala mais conservadora da Igreja Católica. A união entre duas pessoas do mesmo sexo não é uma questão religiosa, é uma questão civil. É um direito. Sempre considerei uma injustiça e não cabe a mim julgar, não cabe a mim impor regras religiosas ao outro. A questão é do Estado”.

A Bíblia é um “Livro insuficiente” que precisa ser “atualizada”para acolher gays, diz René Kivitz

O Fábio falou ainda como era feito o julgamento de Jesus e sobre religiosidade:

  “Jesus queria saber quem era honesto com os sentimentos que tinha, com a vida que vivia. Não existia essa pergunta, de onde você veio? Qual a sua religião. Ou ‘Ah, não posso te ajudar porque você tem uma vida irregular.’ Não. eu não quero essa religiosidade”, disse.

Ainda durante a conversa, o padre falou sobre suicídio e um momento em que pensou tirar a sua própria vida.

“Eu não desejo a ninguém passar o  que passei. Pensei em me matar várias vezes. Eu tive dois momentos que pensei em suicídio. Nesta época e quando tinha 18 anos. Fazia noviciado, em Jaguará do Sul, Santa Catarina. Durante um ano e meio, eu tive pensamentos obsessivos para morrer”, concluiu.

 

 

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas

3 dias de escuridão acontecerá em 2020?

Um vídeo no YouTube tem viralizado na internet, uma senhora americana sentada  em uma sala simples, afirma ter ouvido a voz de Deus e...
- Advertisement -

Veja Mais

- Advertisement -