Notícias Gospel

Trump diz que vai a justiça pedir recontagem de votos

 Na Madrugada desta quarta-feira, o presidente Donald Trump fez pronunciamento na afirmando que, por direito, já  ganhou a eleição e pretende recorrer à Suprema Corte para impedir uma “fraude”.

Até o momento, Joe Biden, continua a frente nos colégios eleitorais e o presidente atribui a isso, fraude nos correios.

Trump também disse querer “que todas as votações parem”, apesar de a votação ter acabado na noite de terça-feira (3). O que acontece agora é a contagem dos votos pelo país  e, dada a quantidade recorde de participação pelo correio, não tem data definida para acabar. Nenhum estado contará os votos que foram postados após esta terça-feira (3).

“Queremos que a lei seja usada de maneira adequada, por isso iremos ao Supremo Tribunal dos Estados Unidos. Queremos que todas as votações parem. Não queremos que eles encontrem cédulas às quatro da manhã e as adicionem à lista”, disse.

“Isso é uma fraude para o povo americano. Isso é uma vergonha para o nosso país. Estávamos nos preparando para vencer esta eleição. Por direito, vencemos esta eleição. Iremos para a Suprema Corte dos Estados Unidos. Queremos que todas as votações parem”, completou o presidente.

Joe Biden rebateu acusações

Joe Biden afirmou que a declaração de Trump da madrugada desta quarta de “ultrajante, sem precedentes e incorreta”. “Se o presidente cumprir sua ameaça de ir à Corte para tentar evitar a tabulação correta de votos, nós temos equipes jurídicas prontas para se mobilizar para resistir a esse esforço”, disse a gerente da campanha de Biden, Jen O’Malley Dillon, em comunicado.

Em seu discurso, também na madrugada, Biden já havia afirmado que “a eleição não acaba até que todos os votos sejam contados”.

O discurso de Trump da madrugada desta quarta cumpre o que havia sido previsto em reportagem no site Axios, no domingo, que adiantava que o presidente poderia declarar sua vitória e contestar os votos enviados por correio e ainda não contados na noite da eleição. Ele negou que faria isso e Biden, ao saber da possível manobra, afirmou: “Trump não irá roubar esta eleição”.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo