Brasil

Gabriela Priori compara caso de Ferrer com Lula e é atacada na web

Gabriela Prioli sobre ataques na web: 'Realmente triste' | OFuxico

Gabriela Prioli, apresentadora da CNN, tomou a decisão de mostrar sua opinião acerca do caso de Mariana Ferrer, durante a tarde desta última terça-feira, dia 3.

Prioli, mestre em direito penal pela USP, fez uma comparação com a absolvição de André de Camargo Aranha no processo movido por Mariana Ferrer, influenciadora digital, por abuso sexual, com a prisão de Lula.

Numa sequência de stories somente com textos, Gabriela escreveu que “entende a indignação” e solicitou às pessoas que elas tivessem “mais razão e menos emoção”.

sem “intenção de estuprar” André Aranha é absolvido de crime após abusar de influenciadora digital

Prioli expõe também que ainda não tem conhecimento da íntegra do processo, porém tenta explicar, de modo jurídico, a alegação de que ocorreu um “estupro culposo”, levantada pelo promotor Thiago Carriço.

Com o intuito de fazer uma ilustração da explicação em defesa da argumentação do Ministério Público, Prioli menciona a cobertura da condenação de Lula.

“Tanta gente defendendo que ele não é o culpado mesmo depois da opinião da polícia, do Ministério Público e do Judiciários em mais de uma instância. E agora, nesse caso, a opinião da polícia é suficiente?”, questionou.

Homem solto durante desentendimento entre promotor e juíz por causa de máscara, é condenado a 14 anos de prisão

“Eu entendo que vocês, sem o conhecimento técnico, achem difícil separar a emoção da razão nesse caso. Acreditem, eu me sensibilizo muitíssimo também, mas, como técnica, eu preciso dizer a visão técnica”, comentou Gabriela por meio de vídeo.

Acerca da conduta do advogado em meio à audiência, ela então afirmou que foi “péssima”, e que houve ausência de iniciativa por parte do juiz.

“Me incomodou muito a cena que ela (Mari Ferrer) pede por respeito, aos prantos.”

Haters partem para cima

Horas após ter publicado os stories envolvendo o assunto, a fim de se defender das interpretações que viriam da Internet, Gabriela lançou um pedido.

“Não deturpem a minha fala. Fiz uma comparação com outro processo falando sobre o argumento da reportagem. Só estou falando da construção do argumento”, argumentou.

Contudo, desde que Gabriela publicou as primeiras interpretações acerca do tema, no Twitter, foi muito grande a reação às suas declarações.

“Meu deus a Gabriela Prioli realmente fez um paralelo com o caso da Mari Ferrer e o do Lula”, escreveu uma internauta.

“A branca liberal me mete um ‘mais razão e menos emoção’ e uma ‘explicação jurídica’ horrível sobre o caso do estupro culposo”, disse outra.

 

Dayana Ribeiro da Silva

Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo