27 C
Palmas
domingo, 29 novembro, 2020

Ataque terrorista na França deixa 3 mortos, entre elas , uma brasileira

Saiba Mais

Dayana Ribeiro da Silva
Dayana Ribeiro da Silvahttps://www.mvnoticias.com.br/
Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Publicado em:

Área ao redor da Basílíca foi bloqueada pela polícia após o ataque

Um homem armado com uma faca atacou várias pessoas na saída da igreja de Notredame, em Nice, na França, na manhã desta quinta-feira(29).

- Advertisement -

De acordo com a impressa francesa, três pessoas morreram, suas delas dentro do local.

Autoridades francesas falam em atentado terrorista.

O jornal francês Le Parisié informa que, pelo menos umas das vitimas foi degolada pelo agressor, que tentou se esconder dentro do banheiro da igreja após o ataque, sendo baleado e preso pela polícia.

Ainda segundo a publicação francesa, o prefeito de Nice, Christian EStrosi, teria afirmado que o assassino,enquanto era socorrido, teria repetido a frase” Allahur Akbar”, que significa “Deus é grande” em português.

Trump diz que vai a justiça pedir recontagem de votos

Entre os mortos, está uma brasileira de 40 anos, segundo informou o Itamaraty à noite:

“O Governo brasileiro informa, com grande pesar, que uma das vítimas fatais era uma brasileira de 40 anos, mãe de três filhos, residente na França. O Presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e Governo franceses.”

Estrosi ainda comparou o ataque em Nice, ao do professor Samuel Pati, morto no ício de outubro por um adolescente muçulmano , após mostrar caricaturas de Maomé, durante uma aula.

Fontes da polícia nomearam o suspeito como Brahim Aioussaoi, um tunisiano de 21 anos que chegou de barco à ilha italiana de Lampedusa em setembro. Ele foi colocado em quarentena de coronavírus antes de ser libertado e aconselhado a deixar a Itália. Aioussaoui chegou à França no início deste mês.

Em nota, o prefeito falou as famílias denunciou o que ele chamou de islamofacismo.

EUA elege primeira transgênero ao Senado

Nice conhece hoje uma nova tragédia novamente vítima do islamofascismo que eu não paro de denunciar há cinco anos. Portanto, minhas primeiras palavras, são de compaixão. Somos feridos em nossos corações ao ver que mais uma vez é a nossa cidade que foi alvo.

 Quero dizer a todas as famílias de vítimas dessa barbárie que estou do lado delas. Estou convencido de que a comunidade inteira de Nice está a seu lado.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas

3 dias de escuridão acontecerá em 2020?

Um vídeo no YouTube tem viralizado na internet, uma senhora americana sentada  em uma sala simples, afirma ter ouvido a voz de Deus e...
- Advertisement -

Veja Mais

- Advertisement -