Brasil

Anvisa autoriza retomada dos testes com a Coronavac

 

Morte que suspendeu pesquisas da CoronaVac foi suicídio de voluntárioA Anvisa autorizou na manhã desta quarta-feira(11), a retomada dos teste com a Coronavac, vacina chinesa com parceria do Instituto Butatan, que estavam suspensos desde segunda-feira.

A Anvisa ainda não deu detalhes de como  será feita essa retomada dos testes, mas tudo indica que será de imediato.

O laudo que atestou a morte do voluntário por suicídio, teria ajudado   na decisão da Anvisa, porém não foi o fator determinante.

Rússia afirma que vacina Sputnik V contra a Covid-19 tem 92% de eficácia

No Senado, a comissão especial que acompanha a pandemia aprovou o pedido de esclarecimento para o diretor da Anvisa, Antônio Barra Torres e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, sobre o caso.

Os testes foram suspensos devido a uma decisão técnica, devido as informações repassadas pelo Instituto Butantan,de que o voluntário teria tido reações graves e adversas, não foram suficientes e completas, e que quando a Anvisa não consegue estabelecer uma co-relação, a sequências de evento é uma só: interromper o estudo.

A vacina contra a Covid-19 é perigosa? doutor Anthony Wong responde a Jovem Pan

O voluntário seria um enfermeiro do Hospital das Clínicas em São Paulo e tinha 32 anos.

Segundo a polícia, o corpo foi encontrado no dia 29 de outubro, dentro do apartamento dele.

Foi feito um exame toxicológico nele e os resultados foram enviados pelo Instituto Butantan dentro do prazo pedido pela Anvisa, mas por causa de uma falha técnica, doi recebida na segunda-feira.

O diretor ainda disse  que não entendia o motivo da correria e que não há mal em aguardar o recebimento dos documentos que vão permitir tomar uma decisão com tranquilidade.

O diretor- presidente destacou ainda que a Anvisa não é parceira de nenhum laboratório e desenvolvedor.

Já Dimas Covas, alegou que a suspensão trouxe indignação já que o que aconteceu com o voluntário não tinha qualquer ligação com a vacina.

O governo de São Paulo, afirmou que ninguém precisa se preocupar com a vacina pois ela é segura.

 

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo