Brasil

Flordelis é presa , e nega participação em assassinato do marido

Flordelis é presa , e nega participação em assassinato  do marido
Flordelis é presa , e nega participação em assassinato do marido – Foto/Reprodução

A pastora Flordelis foi presa em em sua casa, em Niterói, na noite desta sexta-feira(13),pela Polícia Civil,dois dias depois da cassação de seu mandato na Câmara dos Deputados.

A ex-deputada federal foi encaminhada para o para a penitenciária de Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro,onde deve ficar até ser transferida para Complexo Penitenciário de Genricinó, na Zona Oeste após audiência de custódia, que deve acontecer neste sábado (14) .

Flordelis gravou um vídeo para as redes sociais no momento da prisão e nega ter participado da morte do marido, Anderson do Carmo. “Olá gente, chegou o dia que ninguém desejaria chegar. Estou indo presa por algo que eu não fiz, por algo que eu não pratiquei. Eu não sei para quê, mas estou indo com força e com a força de vocês. Orem por mim. Orem, orem. Uma corrente de oração na internet. Busquem a deus, está bom? Um beijo, amo vocês”.

Flordelis é acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto em 16 de junho de 2019, na garagem de sua casa, em Niterói. O pedido de prisão preventiva da ex-deputada federal foi feito pelos advogados da família de Anderson e pelo Ministério Público do Rio,e decretado pela juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói.

+ Cantora gospel emociona igreja após fazer algo inacreditável durante culto

Flordelis é acusada de homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, emprego de meio cruel e de recurso que impossibilitou a defesa da vítima,além de tentativa de homicídio, uso de documento falso e associação criminosa armada.

Além disso, a ex-parlamentar é acusada de atrapalhar as investigações,eliminar provas importantes para a resolução do caso. Com a prisão de Flordelis, 11 pessoas são acusadas de participarem do assassinato de Anderson do Carmo. A defesa da cantora deve recorrer da decisão da Justiça e já entrou com pedido de habeas corpus no STJ.

“A defesa informa que impetrou habeas corpus ao STJ antes mesmo da prisão, diante da certeza da que seria decretada, por tudo o que consta na Arguição de Suspeição em trâmite no TJRJ. De qualquer maneira, Flordelis continuará lutando para provar a sua inocência, assim como confia no Poder Judiciário como garantidor do devido processo legal, com respeito a plenitude de defesa e contraditório”, conclui o texto.

Dayana Ribeiro da Silva

Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo