O pastor da Ass. de Deus Paulo Roberto Alves, 52 anos, em um vídeo  na rede social, o pastor  falou sobre as acusações de estupro  que responde na justiça. Ainda é suspeita de estuprar uma menina de 11 e uma adolescente de 16 anos.

No vídeo, o ainda pastor que retornou para a Igreja Ass. de Deus em Cuiabá, afirma ser inocente . Paulo Roberto ficou preso entre abril e outubro deste ano pelas mesmas acusações de estupro.

Na época, Paulo Roberto foi flagrado pela Polícia Militar com duas garotas, uma de 11 e outra de 16 anos, em abriL de 2017. Ele estava as deixando em uma Avenida , e fugiu quando percebeu a presença da Polícia.




Leia mais

Pastor Paulo Roberto Alves sai da cadeia depois de ser acusado de dois estupros de menor

O pastor da Ass. de Deus conta, que, após sair da prisão, vive sozinho, já que se separou da esposa. Apesar do caso ser  delicado,  ele chegou a  agradecer o apoio que recebeu dos “irmãos” da igreja que passou novamente  a frequentar.

 A decisão de fazer o vídeo, foi  para responder diversos questionamentos que as pessoas o fazem a sobre o caso.

“Eu recebi mais de 180 mensagens enquanto fui ali pentear o cabelo. Então não tem como responder. Este vídeo é para responder a todos. Eu não tive saída depois de tanta luta. Nesta última luta que passei aí, vocês viram, foi provada a inocência, todos os exames deram negativo, mas dispensa tecer comentários. Eu sempre apareço nas redes sociais para falar de coisas benéficas, mas eu quero só justificar que é impossível, eu não tenho como responder 39 países. No Brasil, o país inteiro parabenizando”,disse o pastor da  Ass. de Deus na gravação.



No caso mais improvável, no vídeo, o pastor ainda faz promessas  fazer muitos milagres com as viagens ¨ missionárias que fará, pelo Brasil.

“Sou assembléiano novamente. Se preparem porque vocês nunca viram tantos milagres igual vocês vão ver nas minhas viagens para a glória no nome de Jesus”, disse.



Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.