O pastor Valdênio Gomes da Silva, de 52 anos, acusado do estupro de sete crianças, foi preso nesta sexta-feira (13) depois de comparecer, espontaneamente, ao Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), no Recife.

[themoneytizer id=”16458-1″]

 

pastor Valdênio Gomes da Silva é  líder da Igreja Shalon, no Ibura, bairro da Zona Sul do Recife, negou as acusações de abuso sexual contra as crianças. “Ele se diz vítima de uma armação da enteada, mãe de duas crianças com idades entre 9 e 13 anos que, segundo ela, teriam sido abusadas”, afirmou o advogado Anderson Frazão.

O pastor responde a quatro inquéritos com a mesma acusação de estupro de crianças e, no último dia 11, o juiz da Segunda Vara de Crimes contra a Criança e o Adolescente expediu um mandado de prisão preventiva relativo ao inquérito que envolve quatro crianças. Por causa do mandado, Valdênio Gomes da Silva foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) para exame traumatológico e de lá seguiu para o Centro de Observação e Triagem (Cotel), em Abreu e Lima.

Pastor Marcondes Santos é preso com acusação de pedofilia



No caso desde 28 de março, o advogado acompanhou seu cliente no dia 2 de abril para prestar esclarecimentos ao delegado Ademir Soares, da DPCA. “Depois das tratativas e de uma reunião com a família, ele resolveu se entregar e enfrentar a situação. Nesta sexta pela manhã, foi à delegacia, acompanhado por seus dois filhos, sabendo que seria preso”, afirma Anderson Frazão.




Segundo ele, ainda está sendo aguardado o laudo do IML para confirmar se o pastor Valdênio Gomes da Silva cometeu o crime. Na próxima segunda-feira (16), a Polícia Civil de Pernambuco apresentará mais detalhes do caso à Imprensa.




Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.