Notícias Gospel

Racismo ainda é uma realidade que está longe de acabar

Um professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo foi denunciado por racismo, por alunos, após ter feito uma postagem racista nas redes sociais neste sábado (10).

[themoneytizer id=”16458-20″]

 

 

No comentário que destila racismo, o professor diz ter ódio de negros e pardos, além de descrever a alimentação deles como “macabra”.

“Horror de turismo. Odeio pretos e pardos falando muito e comendo de tudo por muito tempo, em bandos, nos hotéis três estrelas de orla de praia! Um café da manhã macabro com tanta algazarra e gulodice. Alguém consegue comer carne de sol logo cedo lotando o prato por 3 vezes? Eles conseguem, todos! Queria ser muito rico e ter o café no meu quarto sempre nu e escutando Mozart”, diz o texto.

Day Mcartthy se torna a mais odiada do mundo após racismo e queimar Bíblia



Segundo o G1, o docente, que deixou transparecer seu racismo deletou a postagem após a repercussão do ocorrido. No entanto, um ‘print’ tirado da postagem acabou viralizando. Agora, movimentos sociais e negros cobram ações do Instituto. A IFSP informou que já está ciente dos fatos.




“Em relação à publicação, em rede social privada, de servidor do Câmpus São Paulo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, no último fim de semana, o IFSP informa que teve conhecimento, por meio da mídia, do texto divulgado pelo docente”, diz nota da instituição.

Notícias ao Minuto




Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo