Notícias Gospel

Malafaia e Feliciano dão as mãos para defender Bolsonaro em caso de militar preso por tráfico

Ambos publicaram esclarecimentos sobre o militar preso com droga em avião da FAB

Nesta semana, um militar da Força Aérea Brasileira (FAB), foi preso ao ser descoberto carregando 39 quilos de cocaína em um avião de apoio. Com isso, muitos militantes de esquerda levantaram críticas ao presidente da república Jair Bolsonaro nas redes sociais. Entretanto, O pastor Marcos Feliciano, usou suas redes sociais para sair em defesa do presidente e explicitar alguns pontos importantes do ocorrido.

“Manoel Silva Rodrigues, militar preso com drogas, não tinha cargo na Presidência, não estava ligado à equipe presidencial que acompanha o PR Jair Bolsonaro ao Japão, e nem voava no mesmo avião do presidente. Portanto qualquer informação a mais é mera especulação”.

“A segurança das viagens presidenciais é de responsabilidade do Gabinete de Segurança Institucional e tenho certeza que o general [Augusto] Heleno tomará as providências. Creio que não seja de competência da FAB ou Ministério da Defesa, mas ambos não se furtarão em ajudar a esclarecer”, afirmou o pastor e também deputado federal.

Além disso, o pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em cristo, também se posicionou utilizando seu tom mais explosivo.

“Com a palavra os imbecis! Tem que ser muito inescrupuloso e mau caráter [para] fazer vinculação de Bolsonaro com um sargento que carregava cocaína em um avião de apoio, não no avião presidencial. Bolsonaro virou inspetor de carga de todos os aviões da FAB. Cambada de cafajestes!”, argumentou o pastor.

Indispensavelmente, Bolsonaro também prestou esclarecimentos sobre o caso de modo a acalmar os ânimos dos eleitores e eliminar possíveis especulações .

“Apesar de não ter relação com minha equipe, o episódio de ontem, ocorrido na Espanha, é inaceitável. Exigi investigação imediata e punição severa ao responsável pelo material entorpecente encontrado no avião da FAB. Não toleraremos tamanho desrespeito ao nosso país!”, escreveu o presidente na última quarta-feira, 26 de junho.

“Em primeiro encontro com o presidente da Espanha, Pedro Sánchez, aproveitei para agradecê-lo pelo modo como as autoridades espanholas estão lidando com o caso dos entorpecentes apreendidos em avião da FAB e reafirmei minha defesa por punição severa para o tráfico”.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo