Brasil

Mulher cristã morre com requintes de crueldade na Síria

Professora foi torturada por 9 horas antes de morrer

 

Em alguns lugares do mundo o tempo da Lei constituído por Deus através de Moises ainda impera, Uma pessoa do sexo feminino cristã, armênia que morava na cidade de Idlib, na Síria, foi morta a pedradas, após longas horas de torturas. O corpo da mulher foi localizado na terça feira passada (09).

Os exames de  autópsia revelaram que Susan Der Kirkour, de 60 anos, tinha sido violentada sexualmente e torturada, repetidas vezes, a começar pela tarde  do dia anterior a morte (8) até ao amanhecer da terça feira, em um período longo de aproximadamente nove horas. A seguir , ela recebeu pedradas até a morte.

A tragédia  foi informada por uma  organização francesa que se chama  “SOS Chrétiens d’Orient”, que comunicou em uma nota que o ataque foi executado pelos jihadistas da Frente Al-Nusra.

“Como um mártir, Suzan se une no céu com milhares de irmãos cristãos, que morreram na arena da barbárie”, disse a SOS Chrétiens d’Orient.

A mulher, cuidava de jardins  e lecionava a língua árabe. Mesmo no fim de carreira profissional, ela comparecia espontaneamente inúmeras  vezes no templo da Vila Kneye, onde encaminhava aos  jovens a conquistar seu bacharelado. A organização religiosa  estava sentindo a ausência  de Suzan, foi quando pessoas que trabalham na paroquia  viram o corpo da mulher morto fora da aldeia, Al-Yaqoubiyeh.

Os observadores Sírios de Direitos Humanos contudo comentou o caso. “Seu corpo foi encontrado com marcas de tortura e, de acordo com a medicina forense, a mulher tinha sido torturado por cerca de 9 horas antes de ser apedrejada até a morte por pessoas não identificadas”, afirma o relatório.

Alguns moradores locais , informam que o ataque brutal contra a mulher, foi realizado por membros da al-nusra, que esta presente fortemente em Idlib. Essa localidade é uma aldeia Crista com um grupo bem reduzido de mulheres que viviam lá.

Dayana Ribeiro da Silva

Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Open chat
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do O Buxixo Gospel.