29 C
Palmas
domingo, 17 janeiro, 2021

Bolsonaro se declara preparado para ficar cara a cara com Adélio.

Saiba Mais

Dayana Ribeiro da Silva
Dayana Ribeiro da Silvahttps://www.obuxixogospel.com.br/
Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Publicado em:

Recentemente, o presidente da república Jair Messias Bolsonaro abordou alguns assuntos polêmicos durante uma entrevista na sexta-feira (2), que deu ao canal da jornalista Leda Nagle, no Youtube. Um deles, foi a tentativa de assassinato que quase tirou sua vida durante o período de campanha eleitoral no ano passado.

- Advertisement -

Acerca deste assunto, o líder político afirma que está pronto para um possível encontro com o agressor, Adélio Bispo.

“Estou pronto para visitar. Quem sabe ele queira falar alguma coisa”, afirmou o presidente.

Adélio foi preso por esfaquear Bolsonaro na região do abdomem e ao prestar depoimento para a polícia contou que agiu sozinho a mando de Deus e posteriormente afirmou que teria sido motivado por um sentimento de ódio. Sobre o andameento do processo, o atual chefe do executivo considerou o trabalho de investigação incompleto.

“O processo ainda está em aberto. Concordo que está um pouco demorado, está na hora de apresentar alguma coisa”, comentou ele.

Até então, o autor do crime foi considerado Inimputável pela justiça por possuir um problema mental. Com isso, foi encaminhado para um hospital psiquiátricopenitenciário, localizado em Campo Grande. Ademais, por causa do problema mental diagnosticado, ele também foi proibido de dar entrevistas. A decisão foi tomada por Nino Toldo, que é desembargador federal, atuante no Tribunal Regional Federal da 3ª Região. Na época, ele negou entrevistas ao SBT e à Veja, para dar explicações sobre a decisão.

“Apenas houve uma decisão liminar, atendendo a pedido do MPF, desautorizando que o preso Adélio Bispo de Oliveira, custodiado na PFCG, concedesse entrevistas enquanto perdurasse investigação em curso”, contou.

Ainda de acordo com o presidente, Se a Polícia Federal quebrasse o sigilo telefônico dos advogados de Adélio, o mandante do crime seria descoberto. Além disso, ele tambem desacredita que Zanone Manuel deOliveira, defensor de Adélio tenha prestado a defesa de graça.

“Que coração grande do advogado em defender o pobre do Adélio. Com toda a certeza a Polícia Federal entrando no celular [do advogado] encontraria o mandante, afirmou.

- Advertisement -

22 COMENTÁRIOS

Subscribe
Notify of
22 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
- Advertisement -

Últimas

- Advertisement -

Veja Mais

- Advertisement -
22
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x