Brasil

Temas anti-bíblicos são inseridos estrategicamente em desenhos animados.

Assunto preocupa cineastas cristãos .

O autor de “Veggie Tales” (“Os Vegetais”, no Brasil), Phil Vischer, afirmou que os produtores de cinemas com conteúdo cristão, vão ter que começar a inserir questões LGBT, e relacionamento homossexuais

“Os pais definitivamente terão que lidar com uma crescente presença LGBT na mídia infantil”, disse Phil Vischer ao site The Christian Post. “Vai aparecer cada vez mais conforme o mundo decide que as questões LGBT estão nas mesmas categorias que as questões de raça e direitos civis. Então, dizer que você não deveria ter um casal do mesmo sexo em ‘Sesame Street’ (‘Vila Sésamo’, no Brasil) é o equivalente a dizer que você não deveria ter um casal negro neste programa”.

Vischer, que hoje comanda o  podcast “The Holy Post” e “The Mr. Phil Show” na RightNowMedia, relatou que no momento em que o programa infantil “Arthur” demonstrou um relacionamento entre indivíduos do mesmo sexo, foi como um “tiro ouvido pelos pais cristão”.

“A coisa mais impressionante sobre esse episódio de Arthur não era que eles achavam que era hora de introduzir as crianças ao casamento gay; foi a reação de todas as crianças no show ”,afirmou. “Nenhum deles fez perguntas sobre por que dois homens estavam se casando. A reação deles foi: ‘Ah, tudo bem! Ótimo!’” declarou

“É uma mensagem tão forte de, bem crianças, é claro que você está bem com o casamento gay, porque não há nada a questionar sobre isso”, prosseguiu o autor. 

Experiente no meio do entretenimento infantil, o autor falou que é somente uma questão de pouco tempo, para que vários produtores cristãos inclusive ele, terão que falar do assunto pelo tema bíblico.

“Eu acho que isso terá que ser resolvido em algum momento; Eu acho que é uma questão de tempo ”, declarou ele. “Mas agora, acho que seria difícil por algumas razões. Primeiro: a nuance de como tratar as questões LGBT não é acordada dentro da Igreja; e em segundo lugar, alguns pais podem querer ter essa conversa com seus filhos. É complicado porque é tão divisivo. Seria difícil fazer isso de uma forma que funcionasse e correspondesse às expectativas de todos.” concluiu

Dayana Ribeiro da Silva

Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Open chat
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do O Buxixo Gospel.