Brasil

Marido de cantora gospel sai em defesa da esposa que opinou contra morte de sequestrador de ônibus

Criminoso tinha 20 anos e foi alvejado e morto por snipper da polícia militar

O Pastor Luis Carlos da Assembléia de Deus dos últimos dias ,também falou sobre a morte do sequestrador  do ônibus da Ponte Rio-Niterói. Ele saiu na defesa de sua esposa que também criticou o fato de muitas pessoas estarem comemorando a morte do jovem que sequestrou o ônibus. Segundo o pastor,o evento foi triste e o jovem poderia ser recuperado se tivesse Jesus no coração.

O Pastor ainda criticou o fato de cristãos estarem comemorando a morte de uma pessoa.

Luís Carlos é esposo de Nívea Silva e genro do Pastor Marcos Pereira,que desenvolvem um projeto de recuperação de viciados e presidiários no Rio de Janeiro.

Veja abaixo o post  na íntegra:

“Mais um evento triste ocorreu ontem no nosso Estado. Um jovem, de cerca de vinte anos de idade, sequestrou um ônibus e acabou morto. Nos últimos dias, outros jovens perderam sua vida em eventos de violência no Rio. No caso de ontem, alguns comemoram o fato de o morto ser um criminoso. Sim, sua morte ocorreu em consequência dos seus atos, mas não o vejo simplesmente como “mais um CPF cancelado.”

Precisamos valorizar o alívio e alegria dos reféns e seus familiares, mas não podemos desprezar a dor dos familiares e a vida do jovem que faleceu. Não podemos ignorar o fato de que o delinquente é também uma pessoa.
Não questiono a ação da polícia, ou se o desfecho poderia ser diferente, mas como cristão, entendo que temos o que lamentar e o que comemorar.

Alguns vão dizer: – Se o refém fosse alguém da sua família você não pensaria assim. Reitero minha compaixão pelo sofrimento pelos quais os reféns passaram. Mas, no campo do “se”, também posso dizer: – Se o sequestrador fosse alguém da sua família, talvez você tivesse mais misericórdia.

Momentos assim servem para reflexão. É certo que nada acontece sem a permissão de Deus. Entendo que poderia ter ocorrido uma tragédia pior, se o ônibus fosse incendiado ou mais pessoas morressem.

Agradeçamos ao Senhor pelas vidas que foram poupadas. Lamentemos pela morte do sequestrador, pois Deus não tem prazer na morte do ímpio (Ez 18.32). Quantas famílias choram diariamente por causa da violência no Rio? Policiais vivem sob risco constantemente. Quantos, como os reféns de ontem, são aterrorizados todos os dias, passando por assaltos e situações semelhantes onde suas vidas correm risco?

Quantos irmãos em Cristo, e pessoas de bem, têm seus filhos na criminalidade, e choram todos os dias clamando por sua libertação? Oremos! Na cruz, Jesus salvou um criminoso, e Ele ainda pode salvar outros pelo Seu Amor (Jo 3.16; Lc 23.40-43). Alegria há no céu quando um pecador se arrepende (Lc 15.7)”, disse o pastor.

 

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo