Brasil

Novos suspeitos no envolvimento da morte de Marielle Franco são presos.

Possivelmente a arma foi dispensada no mar.

Uma operação articulada pela  Polícia Civil do estado do Rio de Janeiro, junto com o Ministério Público do Rio, chamada de  Submersus,  levou preso nesta quinta-feira (3), três indivíduos em mais uma fase das investigações da morte da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista que a conduzia, Anderson Gomes.

A intenção dessa ação é pôr as claras onde a arma do crime que foi usada no atentado foi descartada. A polícia tem a suspeita que o objeto tenha sido dispensado na praia da Barra da Tijuca.

Dos presos envolvidos pegos nesta quinta, está a mulher que se chama Elaine Lessa, esposa do Policial Militar reformado Ronnie Lessa, preso desde o início do deste ano, sob acusação de ter participação na execução. Ronnie também está na mira de mais um mandado de judicial.

Foram presos também, Márcio Montavano, que tinha o vulgo de ‘Márcio Gordo’, e mais um homem por nome Josinaldo Freitas, o (Djaca). A polícia declarou que o descarte da arma ocorreu dias após a prisão de Ronnie, em meados de março, , e teria envolvimento com mais quatro pessoas entre elas cunhado e esposa do PM.

Um homem pescador, que preferiu manter a sua identidade em sigilo, disse em depoimento na delegacia de homicídios (DH), que um parceiro do PM Lessa contratou o seu barco e lançou fora a quantidade de seis armas no mar próximo as Ilhas Tijucas. As investigações suspeitam que o homem responsável por negociar a contratação do barco foi o Márcio Gordo, no meio das armas que foram lançadas fora, constavam uma submetralhadora HK MP5, o mesmo tipo de arma que foi utilizada para assassinar Marielle.

 

Dayana Ribeiro da Silva

Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Open chat
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do O Buxixo Gospel.