Notícias Gospel

Equipe de tv é mantida refém dentro de igreja por pastor

Nathália Kahwage é mantida refém dentro de igreja no Pará

A equipe de reportagem da TV Liberal, em Belém, foi mantida sob ameaça e cárcere privado no sábado (17), em Belém.

O caso aconteceu durante uma matéria no bairro Curió-Utinga. A repórter Nathália Kawage e o cinegrafista Wanderley Prestes foram as vítimas e registraram boletim de ocorrência.

Quando a equipe chegou ao local para fazer a matéria sobre os danos causados pela chuva, após uma tempestade que destelhou a igreja, onde as telhas caíram sobre quatro casas, pediram pra entrar no local.

Uma pessoa, que se identificou como sendo da igreja permitiu a entrada no prédio

Os jornalistas pediram permissão a uma pessoa que se identificou como obreiro e entraram no prédio, e também autorização da Defesa Civil, que estava no local.

Em seguida, um homem que disse ser  presidente e pastor da igreja, proibiu a equipe de  sair do local enquanto  a polícia não chegasse ali.

De acordo com o registro policial, os profissionais foram impedidos de sair do prédio e sofreram ameaças. O homem tentou pegar a câmera do cinegrafista.

Nas gravações, que foram ao ar no LJ1, telejornal local da TV, é possível ouvir um representante do templo dizendo: “Você não vai sair”.

A repórter Nathália Kahwage respondeu: “Eu vou processar […] Que palhaçada é essa? Isso aqui é cárcere privado!”.

Após muita insistência, eles conseguiram sair do local e registraram o B.O.

Depoimento sobre o caso

Nathália relatou aos delegados que “tentava andar em direção à porta, porém eles seguravam pelo braço e ombro. As pessoas começaram a tentar tirar a câmera das mãos de Wanderley”. A repórter disse também que “o homem (pastor) passou a ameaçar, dizendo que se se a matéria fosse ao ar doe iria matar Wanderley”.

Segundo a Assembleia de Deus em Belém, a igreja onde ocorreu a coação não é reconhecida pela congregação e o homem suspeito não é pastor. O caso foi registrado na Seccional da Pedreira.

Fonte: G1

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo