Brasil

Grupo hindu abusa de filha de pastor que se recusou fechar seu ministério.

O grupo esperou o pastor sair e abusou de sua filha como um aviso.

Na região central da Índia um grupo de extremistas hindus abusou de uma criança de quatro anos, a qual é a filha de um pastor local que prega as boas novas de Cristo na sua região.

Samuel é missionário e trabalha pela Missão Portas Abertas dos EUA na Índia, seu ministério acompanha e ajudam centenas de fiéis que são perseguidos no país do sul da Ásia, ele acompanhou a luto do pastor.

Ele foi quem contou a triste história da garotinha, ele diz que esse pastor após se casa se mudou para uma pequena cidade no centro da Índia, onde fundou seu ministério para crianças.

“Eles compartilhavam o Evangelho com essas crianças que foram deixadas na casa deles” declarou Samuel. “Em pouco tempo, essas crianças começaram a se sair bem na escola e a mudar seu comportamento, de modo que seus pais ficaram curiosos e perguntaram sobre Jesus”.

O interesse pelo ministério cresceu muito, tanto que depois de alguns meses ele e sua esposa já estavam com dezenas de fiéis em seu templo. Logo sua filha começou a frequentar o jardim de infância local, para que o casal conseguisse dar mais atenção aos membros.

No entanto, depois de um tempo um grupo extremista, encurralou o pastor em um beco e ordenou que ele parasse com o ministério.

“Eles disseram para ele parar de compartilhar o Evangelho ou sofreria ‘consequências terríveis” nos contou Samuel.

“Meu Deus me chamou para servir a essas crianças e às pessoas desta cidade. Vou continuar a pregar o Evangelho. Façam o que vocês quiserem comigo” respondeu o pastor ao grupo ofensor, que o deixou ir.

Após se passar algumas semanas o pastor teve de viajar para uma conferência, quando seu celular tocou. Sua esposa o avisou que sua filha estava doente e vomitando e que a escola ligou.

“Eles disseram: ‘você deveria levá-la ao médico, ela está muito doente'”, disse Samuel. “A menina não parava de chorar, então sua mãe a levou ao médico”.

No hospital ela foi informada de que sua filha teria sido abusada.

“Os extremistas hindus planejaram e conspiraram na escola com alguns homens que estupraram a criança de quatro anos”, afirmou Samuel. “Isso destruiu a vida do pastor e de sua esposa.”

Os pais da garotinha tentaram prestar queixa mais ninguém os ajudou.

“Eles não tinham ideia do que fazer; a escola negou tudo e a polícia não quis ouvir”, contou Samuel. “Eventualmente, um de nossos voluntários entrou em contato com eles [pastor e esposa] e temos ministrado a eles desde então”.

“É difícil para eles, mas pela graça de Deus eles puderam ser ministrados em seu tempo de dificuldade”, continuou dizendo. “Deus está usando isso. O pastor estava me dizendo que quando eu o conheci, ele teria desistido de seu ministério por causa do que aconteceu com o filhadeles. Mas eles foram capazes de se recuperar e entender que Deus ainda pode usá-los para trazer outros a Cristo”.

Dayana Ribeiro da Silva

Dayana Ribeiro Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Open chat
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do O Buxixo Gospel.