Notícias Gospel

A deputada Flordelis terá de explicar ao Conselho Tutelar informações sobre a adoção suspeita e irregular de sua “considerada” filha.

Ela é a única criança abrigada por Flordelis, sem registro.

O Conselho Tutelar do Largo da Batalha, localizado em Niterói, irá notificar na próxima segunda-feira dia 23, Flordelis dos Santos de Souza, deputada federal  do PSD, para ceder informações a respeito da adolescente tratada por ela como filha e que é mantida em estado irregular em sua residência cerca de seis anos. A noticia foi divulgada hoje, pelo EXTRA. A jovem está presente nafamília há seis anos, e nunca tinha sido adotada, a parlamentar sequer tem sua guarda legal. O Ministério Público estadual ainda comentou que o caso vai seranalisado.

Na noite deste sábado, a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, vai realizar uma reconstituição da morte do pastor Anderson do Carmo, marido de Flordelisque foi assassinado por meio de tiros dentro da casa da família, que fica em Pendotiba, Niterói. A parlamentar está sendo investigada por suspeita de possuir envolvimento no crime e vai fazer parte da reprodução simulada.

Segundo a presidente do Conselho Tutelar do Largo da Batalha, Eliana Virgílio, Flordelis receberá a notificaçãopara comparecer na sede do conselho para fornecer esclarecimentos em relação à situação da adolescente. Depois da investigação que será feita, o Conselho Tutelar repassará para o Ministério Público estadual do Rio sobre o caso.

– Ela será notificada para comparecer à sede na próxima quarta-feira. Precisamos saber como essa criança foi parar na casa dela. Cadê os pais dessa menina? De que maneira ela está com essa menina? É preciso saber. Ela também será orientada a como proceder para regularizar a situação da adolescente. Nós nunca recebemos nenhuma notícia de nenhuma irregularidade na casa (de Flordelis) – menciona Eliana.

Em discurso em fevereiro deste ano, na Câmara dos Deputados, Flordelis citou a filha, fazendo a alegação de que continha a sua guarda e estava em busca de um registro de nascimento para a adolescente. O portal EXTRA realizou a apuração de que não existe um processo na Justiça relativo à adoção ou guarda da menina.

“Há seis anos eu luto para que minha filha tenha um registro de nascimento. Eu tenho a guarda legal da minha filha. Essa guarda tem sido renovada tempo a tempo. Minha filha hoje só frequenta uma escola porque eu tive que ir lá implorar para minha filha entrar naquela escola, mesmo que de forma ilegal”, contou Flordelis durante um discurso, que teria sido gravado e consta em vídeo conseguido pelo EXTRA.

Comentários

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo